Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Elleonora

Era uma vez um blog, que começou não sei bem como.

Elleonora

Era uma vez um blog, que começou não sei bem como.

Hygge - O segredo para a felicidade...

06.02.18 | Elleonora

...segundo os dinamarqueses. Mas é bem provável, pois são as pessoas mais felizes do planeta.

Já à algum tempo que tenho ouvido falar sobre o hygge (pronuncia-se huga, ou algo parecido) e, não tem tradução, é tipo a nossa palavra saudade, que também não há forma de traduzir para outras línguas. Uns dizem que o hygge é uma forma de vida, outros que é um sentimento. De tudo o que já li sobre o assunto, acho que é uma mistura dos dois. É algo que todos podemos adotar e, faz-nos dar valor e prioridada às pequenas coisas, uma forma de apreciarem a vida e os prazeres mais simples. Existem algumas coisas que podemos fazer para nos tornarmos mais hygge

 

shutterstock_345269000.jpg 

1 - Criar um ambiente hygge

Nas nossas casas podemos criar um ambiente hygge, cuidando da iluminação para que seja mais acolhedora. Colocar uma boa música de fundo, daquelas bem calminhas. Uma lareira também é ideal, pois torna o ambiente mais acolhedor. E velas, muitas velas (são imprescindíveis), pois ajudam a proporcionar um sentimento de conforto e de aconchego e qualquer lugar pode ser tornado ligeiramente mais acolhedor se adicionarmos este elemento, mas cuidado, luz a mais não é hygge. Envolve, geralmente, companhia, silêncio, lareira... Também no nosso local de trabalho podemos criar um ambiente mais acolhedor, procurando elementos que gostamos e nos façam sentir bem.

 

2 - Alguns momentos de nostalgia também são hygge

Os dinamarqueses apreciam uma espécie de papa que os lembra a infância, porque o hygge tem também muito de nostalgia. Por isso nostalgia é hygge, assim os dinamarqueses concordam que está muito relacionado com as tradições e com atividades ou objetos que têm um grande valor sentimental, por exemplo, tomar chá numa chávena da avó é muito hygge.

 

3 - Fazer o que realmente gostamos

É verdade que ficamos felizes quando fazemos coisas que gostamos, mesmo que sejam coisas muito pequenas e simples, como beber o nosso café de eleição na nossa chávena preferida, comer aquele chocolate que adoramos, ou beber o nosso chá preferido...Coisas tão simples podem fazer a diferença. Podemos e devemos ter essas pequenas coisas no nosso dia-a-dia.  

 

4 - Conhecer as nossas capacidades e o nosso ritmo

Quantas e quantas vezes dizemos que sim e comprometemo-nos com coisas que sabemos que vai ser quase impossível conseguir fazer, e para tentar cumprir tudo, andamos sempre a correr. Acabamos por não parar, ficando sem momentos de tranquilidade e conforto. É importante que consigamos aprender a gerir os nossos ritmos e as coisas que conseguimos fazer.

  

5 - Passar mais e melhor tempo com a família e os amigos

Com a correria que vivemos no nosso dia-a-dia, acabamos por não estar com os que mais gostamos, e achamos que as redes sociais fazem compensam a nossa ausência (sim, quando não há mais opções, damos muitas graças às tecnologias que fazem com que a distância em km's, diminua!!!), o que não é bem verdade. A presença, a partilha de momentos com quem mais gostamos é um fator para fortalecer laços que nos tornam mais seguros e, para o nosso bem-estar. Devido às condições climáticas do país, no outono e no inverno, os dinamarqueses não passam uma noite sem uma bebida quente. Também adoram cozinhar em conjunto, reúnem-se com a família e os amigos para preparar uma receita tradicional ou fazer um bolo.

 

6 - Ser hygee em qualquer lado

hygge pode produzir-se em qualquer lugar, desde que estejamos confortáveis. Um churrasco ao ar livre no verão, um passeio pelo parque com a família ou amigos ou um jantar num restaurante pode ser hyggelig. Mas, como a maioria dos dinamarqueses gosta mais de reunir-se no conforto do seu lar, abrem as portas da sua casa.

 

7 - Evitar o que nos chateia

Por vezes estamos naquele jantar e alguém começa a falar sobre política, futebol e o ambiente acaba por ficar um pouco tenso, por isso, para estar em harmonia, ter um momento agradável de paz, devemos de tentar não falar neste tipo de assuntos, pois para stress já chega o nosso dia-a-dia tão apressado e atarefado. A televisão, o iPad e o telemóvel também impedem as conexões sociais com o hygge, quando estamos à mesa a conviver com outras pessoas, não precisamos destas tecnologias.

 

8 - Fugir de ambientes que não são hygge

O antónimo deste termo é uhyggelig, os dinamarqueses ao usarem este termo, referem-se a tudo o que não é propício a estar confortável. Por exemplo, não se pode conseguir um ambiente descontraído num bar ou numa discoteca, com música alta e luzes florescentes, ou seja, um ambiente destes é uhyggelig. Nestes locais não vamos conseguir encontrar um espaço que nos faça sentir confortáveis. Não digo que não devemos sair, digo sim, que devemos encontrar locais que gostamos e que nos façam sentir bem e confortáveis.

 

Ou seja, é passar mais momentos de tranquilidade, em ambientes que nos façam sentir confortáveis e aconchegados, junto das pessoas que mais gostamos. Também gostam de momentos assim mais calminhos? Ou gostam mais da agitação do dia-a-dia?

Follow